Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário do Ano C-19

Diário do Ano C-19

23
Abr20

O futuro a preto, branco…e rosa

João Miguel Almeida

Vale a pena ler – ou ouvir – esta entrevista a Donald G. MacNeil, um jornalista de ciência norte-americano que escreveu, em jornais e livros, sobre vários surtos epidémicos.

A visão que nos dá sobre o mundo que pode sair da pandemia da covid-19 é distópica a curto prazo e otimista a longo prazo.

O que pode estar na forja desta pandemia é um mundo em que todas as discriminações sociais que já existem – entre ricos e pobres, homens e mulheres, pessoas com idade a mais ou a menos, negros e brancos – são relativizadas por uma nova dicotomia: imunes e não imunes.

Os imunes têm trabalho. Os imunes visitam e abraçam parentes e amigos. Os imunes andam na rua e viajam entre países. Os não imunes estão muito mais limitados no acesso ao trabalho; vivem fechados em casa, com contactos sociais reduzidos.

Esta dicotomia pode conduzir a uma tentação muito perigosa, que talvez pareça absurda à maior parte dos portugueses, mas que parece muito verosímil nos Estados Unidos: as pessoas autoinfetarem-se para obterem imunidade. É claro que o processo pode correr mal e muita gente morrer por autoinfeção.

Donald G. MacNeil termina a sua entrevista com uma nota otimista: assim como os «loucos anos 20» se seguiram na Europa e nos Estados Unidos à I Grande Guerra e à pneumónica, assim como à II Guerra Mundial se seguiram trinta décadas de prosperidade articulada com um forte sentimento de solidariedade e responsabilidade social, à crise da covid-19 pode seguir-se um período de bem-estar geral.

Oxalá.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub